Quando não basta apenas ouvir

16/03/2011 14:03

Charge de Wagner Behr / Agecom

Insatisfeito com um atendimento ou serviço? Cheio de ideias para melhorar o campus?
Procure a Ouvidoria para agilizar a solução do problema ou apresente sua sugestão parauma universidade melhor.

O setor é procurado até como um confessionário: tem quem apareça só para desabafar

Através das opiniões, críticas e sugestões expressas pelos usuários, uma organização se aprimora. A UFSC, uma instituição que zela pela excelência nas áreas em que atua, ensino, pesquisa e extensão, não poderia ignorar a regra. Por isso implantou, no ano de 1996, um setor voltado a apoiar o cidadão na relação estabelecida com a UFSC, com competência para esclarecer dúvidas, encaminhar as críticas, as queixas e as propostas dos servidores, estudantes e da comunidade em geral: a Ouvidoria.

No ano em que o setor completa treze anos de atividades, um balanço permite observar conquistas importantes. Dois bons exemplos são a implantação da maternidade do Hospital Universitário e o aquecimento da água da piscina olímpica, obras executadas em atendimento a pedidos da comunidade. De acordo com o ouvidor da UFSC, Arnaldo Podestá, “a Ouvidoria veio preencher a lacuna que havia e constitui-se em um canal institucional, reconhecido pela administração que a criou e pela comunidade, como espaço democrático, de respeito e respeitado, que presta um serviço para a Instituição, tornando-a mais cidadã, à medida que seus componentes exercem melhor sua cidadania”.

Diversas universidades públicas do País buscam referências no modelo de Ouvidoria da UFSC ao implantar em seu campus este tipo de serviço. Uma posição de destaque que não se deve ao acaso, afinal foram 12 anos de discussão desde o surgimento da idéia até o início das atividades, e já se passam outros 12 anos de atuação. Desde sua implantação o setor foi responsável pela abertura de mais de 3.400 processos, sobre os mais variados assuntos. Valores que não representam o número total de atendimentos, pois uma grande Insatisfeito com um atendimento ou serviço? Cheio de ideias para melhorar o campus?

Procure a Ouvidoria para agilizar a solução do problema ou apresente sua sugestão para uma universidade melhor demanda não é quantificada em função de não chegar a constituir processo. Conforme o ouvidor, às vezes o setor é procurado até como um confessionário, atendendo problemas com e entre as pessoas. Podestá comenta que muitos declaram “vim aqui só para desabafar, pois não sei aonde alguém me ouviria sobre este assunto”. São peculiaridades da função de ouvidor, cuja expressão máxima é ser representante da comunidade na instituição, conduzido ao cargo pela direção com o dever de atender a comunidade.

A ideia de implantação da Ouvidoria na UFSC surgiu em 1984, por iniciativa do Reitor Joaquim Pinto da Luz.

Foi levada ao Conselho Universitário (CUn) e, após a discussão, como o Conselho não se sentiu suficientemente esclarecido, o processo foi arquivado. Em 1994 o tema voltou a ser discutido pelo CUn, desta vez proposto pelos estudantes, mas acabou não sendo votada. Finalmente, em 1996, o volumoso material produzido durante estes debates serviu de embasamento para a implantação do setor. Desde a sua criação a Ouvidoria já foi dirigida pela professora Sidneya Gaspar de Oliveira,no período de 28 de maio de 1996 até 26 de julho de 2000, pelo Professor José Carlos Fiad Padilha, no período de 27 de julho de 2000 até 12 de junho de 2001, pelo professor Raimundo Nonato de Oliveira Lima, no período de 13 de junho de 2001 até 1º de julho de 2004. E a partir de 2 de julho de 2004, pelo servidor técnico-administrativo Arnaldo Podestá Jr.

Na UFSC, a Ouvidoria, além de atuar como mediadora entre pessoas, agrega também o serviço de um Balcão de Informações destinado a atender pedidos de informações sobre eventos e palestras, bem como localizar pessoas ou setores e outras dúvidas referentes à Instituição.Tanto o balcão quanto a Ouvidoria funcionam no andar térreo do Prédio da Reitoria, de 2ª a 6ª-feira.

Para estabelecer contato com a Ouvidoria o interessado pode optar pelo uso do telefone(48) 3721-9955, do fax 3721-9711, por carta: Campus Universitário – Trindade – Caixa Postal 476 CEP 88010-970 – Florianópolis – Santa Catarina, pelo e-mail falecom@ouvidoria.ufsc.br, ou diretamente com o Ouvidor durante o horário comercial.

Para maior facilidade de acesso há também caixas de coleta (amarelinhas) destinadas a receber solicitações. Elas estão espalhadas pelo Campus, uma em cada Centro de Ensino, e ainda, no Hospital Universitário, no Restaurante Universitário, no Centro de Convivência, na Reitoria, na Biblioteca Universitária, no Laboratório de Informática e na Odontologia. Quanto ao Balcão de Informações, o atendimento é feito diretamente ou pelo telefone 3721-9878, das 8h às 19h.

Mara Cloraci
Jornalista na Agecom